Pedras preciosas: Turmalina, Rubelita e Verdelita

O nome turmalina provém do termo cingalês que significa "rochas duras".


Imagem de Carla Burke por Pixabay


https://www.youtube.com/channel/UCdjF1j_jYXGznBq955YWDoQ?sub_confirmation=1


De alta qualidade, seus cristais são lapidados em gemas. É comum haver nela faixas de cores, que variam de verde na base a vermelho no topo. Pedras com faixas de cores são normalmente talhadas e polidas para se tornarem objetos de decoração.


Escala de Mohs: 7-7,5

Gravidade específica: 3,02 - 3,26

Sistema cristalográfico: hexagonal.

Cor: cor-de-rosa, vermelho-fogo, e verde-escuro. As cores claras podem ser tratadas por aquecimento para acentuá-las.

Ocorrência: Brimânia, Sri Lanka, Madagáscar, EUA, Brasil, Rússia.


Os minerais do grupo da turmalina constituem um dos mais complexos grupos de silicato quanto à sua composição química, sendo todos eles ciclossilicatos. A composição química da turmalina Na(Mg,Fe,Li,Mn,Al)3Al6(BO3)3Si6.O18(OH,F)4 .Trata-se de um grupo de silicatos de boro e alumínio, cuja composição é muito variável devido às substituições isomórficas (em solução sólida) que podem ocorrer na sua estrutura. Os elementos que mais comumente participam nestas substituições são o ferro, o magnésio, o sódio, o cálcio e o lítio existindo outros elementos que podem também ocorrer. A palavra turmalina é uma corruptela da palavra turamali do cingalês para pedra que atrai a cinza (uma referência às suas propriedades piroelétricas).


A turmalina é usada em joalharia, em manômetros e alguns tipos de microfones. Nas joias, a indicolita (azul) é das mais caras seguida pela verdelita (verde) e pela rubelita (cor-de-rosa ou vermelha). Ironicamente, a variedade mais rara, a acroíta (incolor), não é apreciada sendo a menos cara das turmalinas transparentes.


Leia também:


Rubelita


Fonte da imagem: Wikipédia/Robert M. Lavinsky


Moderadamente apreciadas e sem inclusões, os cristais de rubelita normalmente formam-se com a atividade metamórfica ou ígnea. Os cristais aparecem em rochas de quartzo e mica ou no pegmatito. A cor é uma característica distintiva, mas às vezes pode ser um pouco apagada.


Escala de Mohs: 7-7,5

Gravidade específica: 3,02 - 3,26

Sistema cristalográfico: hexagonal.

Cor: vermelho-violeta, cor-de-rosa.

Ocorrência: Brimânia, Sri Lanka, Madagáscar, EUA, Brasil, Rússia.


Leia também:


Verdelita


Fonte da imagem: preciosajoiasepedras.com.br


O nome provém do termo italiano que significa "preda verde". As cores dos cristais variam dentro do espectro do verde, e só os verdes médios são considerados adequados para lapidação. São encontrados em rochas ígneas, bem como em depósitos de aluvião.


Escala de Mohs: 7-7,5

Gravidade específica: 3,02 - 3,26

Sistema cristalográfico: hexagonal.

Cor: verde-claro a verde-esmeralda e verde-escuro.

Ocorrência: Brasil, Moçanbique, EUA, Rússia, Sri Lanka, Tanzânia, Namíbia.


Leia também:

Comentários

Seguidores

Agregadores

GeraLinks - Agregador de links Agregalinks - O melhor agregador de links para blogs Trends Tops Agregador de Links